Perguntas e respostas sobre Arritmia Cardíaca

A arritmia cardíaca é uma condição caracterizada pela falta de ritmo nos batimentos do coração. Também chamada de “palpitação”, essa doença provoca sequências de batimentos cardíacos irregulares, podendo ser batimentos mais rápidos (chamada de taquicardia) ou mais lentos (conhecidos como bradicardia). Clique em Saiba mais e esclareça suas dúvidas sobre esta doença.

Quais são os sintomas da arritmia cardíaca?

O sintoma mais comum é a palpitação no coração, que podem ter segundos a semanas de duração. Outros sintomas incluem queda da pressão, fadiga, falta de ar, desmaios, enjoos e vertigem.

 

Existem fatores de risco para desenvolver a doença?

Existem. Pacientes que já sofreram de infarto estão mais propensos a desenvolverem arritmias. Outros fatores de risco são o alcoolismo, diabetes, uso de drogas, estresse em excesso, hipertensão e tabagismo.

 

A arritmia cardíaca pode causar outras doenças?

Sim. Quando não tratada, a arritmia está associada a doenças como angina, ataque cardíaco, insuficiência cardíaca e derrame.

 

Como é realizado o diagnóstico de arritmia cardíaca?

Normalmente, um coração sadio e descansado tem de 60 a 100 batidas por minuto. Para identificar se há alteração ou não, o médico cardiologista realizará um levantamento do histórico do paciente e solicitará exames para ajudar a investigação do problema. Ecocardiograma, Eletrocardiograma, teste ergométrico e holter 24h são alguns dos exames que podem ser solicitados.

 

O que é Fibrilação Atrial?

É a arritmia cardíaca sustentada mais frequente. Esse transtorno, muitas vezes assintomático, se caracteriza pela frequência cardíaca irregular e acelerada que, geralmente, provoca má circulação sanguínea. O quadro ocorre significativamente com o envelhecimento e em pessoas com corações doentes, que já apresentam quadros de insuficiência cardíaca, infarto e problemas nas válvulas.

 

Quais são os tratamentos disponíveis?

Existem diversos tipos de tratamento para a arritmia cardíaca. A indicação médica irá considerar o tipo de arritmia, a frequência e a gravidade da doença. Entre os tratamentos, estão a ablação por cateter, a cirurgia cardíaca, o implante por marca-passo e o uso de medicamentos, entre outros.

 

Devo procurar um médico?

Se você perceber sintomas ou alterações, procure um médico cardiologista com brevidade. Quanto mais precoce é o diagnóstico, maiores são as possibilidades de impedir o agravamento de doenças cardiovasculares. Realize o acompanhamento com um profissional de confiança e mantenha seus exames em dia.

 

A batida do meu coração fica um pouco alta as vezes sinto muita fraqueza tontura dor de cabeça e a minha pressão é muito baixa pode ser arritmia ou não?

Sim. Sintomas de queda de pressão relacionadas a palpitações podem se tratar de arritmia. Deve procurar o atendimento cardiológico , onde será submetido a avaliação da possível arritmia e se ela representa risco a vida
Dentre os exames devo destacar o holter, uma monitorização cardíaca de 24 h , que pode desvendar o diagnóstico.

 

Fiz um teste ergométrico e na conclusão deu :teste máximo sem evidências de isquemia miocárdica… obs paciente em uso de medicação específica. O que isso significa?

Significa que você fez o teste em uso de medicações provavelmente para tratar uma condição cardíaca. A medicação está com boa resposta. Mas, vc necessita avaliação médica para interpretação melhor de seu quadro clínico e exames.

 

Fiz um Holter deu na conclusão# ritmo sensual#intervalo PR normal#complexos QRS normais .#Ectopia ventricular esporádica na forma de extrassistoles ventriculares isoladas do exame isso e grave?

Seu exame de Holter NÃO evidencia sinais de gravidade

 

Fiz Holter e deu resultado actividade ectópica ventricular frequente episódio de triagenismo 1 par
Actividade ectópica supraventricular pouco frequente
Um episódio de taquicardiaca auricular
Pode me explicar por favor?

Extrassístoles (atividades ectópicas ventriculares e atriais) são muito frequentes e seu tratamento dependerá da quantidade e dos sintomas além da existência de outras doenças associadas. Nos casos em que elas são frequentes ou sintomáticas é importante a avaliação de um especialista.

 

Em caso de arritmia extrassistole é indicado cateterismo?

Depende dos seus sintomas, se essas arritmias são complexas ou não, se a frequência é muito elevada, se ocorrem relacionadas ao esforço.

 

Meus exames deram 1830 arritimias ventriculares isoladas, não tive mais nenhuma alteração em todos os outros exames feitos: sangue, ecocardiograma, radiografias, etc. Estou tomando metade de um comprimido de selozok 25mg a mando do cardiologista. Posso ingerir bebida alcoólica esporadicamente?

Quanto mais substância estimulante, maior a chance de aumentar a frequência dessas arritmias.

 

Estou sentindo um desconforto no peito, com batimentos descompassados, que me causam tosse e as vezes me faz vomitar. Fui ao cardiologista, ele me passou atenolol de 25mg. Eu já sentia tbm uma dorzinha no peito e agora está piorando, durmo e já acordo sentindo. Ele solicitou teste de esforço, RX do tórax, e, exames de laboratório. Eu ainda não consegui fazer, por isso não retornei pra saber pq os descontos aumentaram. Por favor, o que devo fazer?

Você deve procurar seu cardiologista e relatar essa queixa.

Leave A Comment

×

×

×

×

×
Gabarito - 20/11/2019

gabarito

×
Comunicado

Informamos que estaremos em recesso de carnaval até o dia 05/03. Retornaremos às nossas atividades normais às 12h do dia 06/02/2019.

×